Viva a Páscoa

Leitura bíblica: Êxodo 12.1-28
É a Páscoa do Senhor (Ex.12.11).

Assim como o Natal, a Páscoa pode ser tão repleta de alvoroço que perdemos o seu maravilhoso significado. Os cartões, os presentes, os enfeites, os coelhinhos, os ovos decorados ou o dia feriado podem obscurecer atos importantíssimos de Deus para a humanidade.

No nosso desejo de proporcionar horas de alegria à família, não nos esqueçamos do verdadeiro significado desta data. Muitas vezes, os costumes e tradições seculares são tão bonitos e marcantes que deixamos de lado a verdade espiritual em favor de fantasias e brincadeiras.

No entanto, devemos avaliar bem o significado de cada ocasião e cada data importante. Muitas pessoas morreram por causas valiosas e a memória delas é preciosa, mas Jesus Cristo não somente morreu por nós, mas ele ressurgiu para assegurar a nossa salvação.

No passado, Israel perpetuou a memória dos maravilhosos feitos de Deus, o Pai todo-poderoso que agiu em seu favor, relatando aos seus filhos – quando lhes perguntavam – o que significavam os testemunhos, estatutos e juízos que o Senhor Deus havia ordenado. Então lhes falavam do livramento do povo da escravidão do Egito. Ou quando indagavam sobre o significado das doze pedras retiradas do rio Jordão, quando o povo atravessou a pé enxuto, explicavam-lhes como o povo entrara na terra prometida sob o cuidado de Deus.

Na Páscoa, uma pedra, uma grande pedra rolada do túmulo escancarado fala a respeito não só de um túmulo aberto, mas de uma ressurreição divina, de um Senhor – o Senhor Jesus – cheio de poder para nos conduzir à glória. Não podemos trocar esta realidade por uma imitação barata, por mais alegre e bonita que seja!

Reflita sobre isto e que Jesus Cristo, o Senhor e Salvador, possa ser a razão da sua Páscoa.

Vai trocar uma joia verdadeira por uma bijuteria?

Deixe um comentário