Celebração da Criação

Leitura Bíblica: Jó 38:1-7
…pois, nele, foram criadas todas as coisas… (Colossenses 1:16)

Num dos livros de As crônicas de Nárnia, de C. S. Lewis, Digory e Polly usam anéis especiais para entrar em outro universo. Em uma ocasião, são transportados a um lugar onde são testemunhas da criação de um novo mundo. Na escuridão, uma bela voz canta e faz aparecer as estrelas, seguidas por um novo amanhecer.

Na luz matutina, eles veem que o cantor é um leão misterioso. Como resposta à sua voz, a relva aparece como um tapete e as árvores crescem apenas em alguns momentos. Então começam a se formar animais da terra. Quando a criação de Nárnia está completa, Aslan — seu criador — dá o dom da fala aos animais e comemora junto com suas criaturas.

Lewis, num habilidoso emprego do simbolismo cristão, dá uma nova perspectiva do milagre do início do nosso próprio mundo. Houve uma época na qual não existia o nosso universo. Não havia matéria, nem energia e nem tempo.

Então, o Filho de Deus falou e criou o que vemos agora (João 1:1-3). Em resposta, soou uma adoração angelical vinda dos lugares celestiais. O livro de Jó nos conta que quando foram lançados os alicerces da terra “…as estrelas da alva, juntas, alegremente cantavam, e rejubilavam todos os filhos de Deus” (Jó 38:4,7).

Uma noite estrelada pode fazer ressoar em nossos corações a adoração que começou com anjos, para a glória de Deus.

  • O que a natureza lhe ensina sobre o amor de Deus?

A obra da criação de Deus está concluída; nossa obra de louvor apenas começou.

Deixe um comentário